Objetivos de filmes infantis


Objetivos de filmes infantis

REI LEÃO: Temáticas educacionais: o exemplo de coragem e responsabilidade do personagem principal, quando decide regressar ao reino para assumir os seus direitos e deveres.

PROCURANDO NEMO: Temáticas educacionais: a importância da família; o equilíbrio entre proteção e confiança nas relações entre pais e filhos.

ALADDIN: Temáticas educacionais: as vantagens de ser genuíno e verdadeiro; a coragem; o amor.

A BELA E A FERA: Temáticas educacionais: a importância do caráter e da beleza interior; o convívio saudável com as diferenças e a necessidade de não julgar nada nem ninguém exclusivamente baseado na sua aparência.

DUMBO: Temáticas educacionais: este filme ensina a viver com a diferença, a procurar o lado positivo das características de cada um, apela à tolerância e à não-discriminação.

SHREK: Temáticas educacionais: vencer os preconceitos ligados às aparências; a importância da nobreza de caráter e de sentimentos; a amizade.

MADAGASCAR: Temáticas educacionais: a importância da amizade nas diferentes etapas da vida; os perigos da desobediência e a necessidade de cumprir regras.

A ERA DO GELO: Temáticas educacionais: ressalta deste filme a importância da amizade, da lealdade e do companheirismo, valores essenciais à natureza humana.

TOY STORE: Temáticas educacionais: ultrapassar o ciúme e a possessividade; aprender que tudo tem o seu tempo.

BAMBI: Temáticas educacionais: a importância da família, do amor e da amizade.


Planejamento anual Berçário 2


NATUREZA E SOCIEDADE


OBJETIVO GERAL: Explorar o ambiente para que possa se relacionar com pessoas, estabelecendo contato com pequenos animais plantas e objetos diversos, manifestando a curiosidade e interesse.

CONTEÚDOS: 
·         A criança e a família;
·         Relevância Social e Vínculo com a Prática Social
·         O corpo e suas características físicas;
·         Grau de significado para as crianças;
·          Seres vivos e não vivos
·         Fenômenos da natureza; 
·         Propriedades e relações simples – causa e efeito.

NOÇÕES E CONCEITOS
·         Identificar as diferenças entre as pessoas;
·         Nomear colegas e seus familiares;
·         Diferenças sexuais;
·         Nomear partes do corpo; 
·         Reconhecer hábitos de higiene; 
·         Reconhecer e identificar os órgãos dos sentidos e sua importância; 
·         Prevenção de acidentes; Alimentação adequada e balanceada;
·         Nomear e identificar animais e plantas, objetos e outros;.
·         Manter contato e reconhecer pequenos animais e plantas;
·         Identificar as propriedades dos objetos e suas utilidades; 
·         Sol – reconhecer como fonte de luz e calor;
·         Diferenciar temperaturas frio/calor – previsões de tempo.

















LINGUAGEM DA MATEMÁTICA



OBJETIVO GERAL: Estabelecer aproximação com algumas noções matemáticas presentes no seu cotidiano como contagem, relações espaciais, grandezas e medidas.

CONTEÚDO: 

·         Elementos espaciais;
·         Construção de conceitos matemáticos como dentro/fora, perto/longe, em cima/embaixo;
·         Construção de torres e pistas;
·         Representação do espaço; 
·         Objetos e brinquedos que contenham números; 
·         Quadro de aniversariantes; 
·         Calendário;
·         Pesos e medidas


NOÇÕES E CONCEITOS

·         Numerais;
·         Ter contato com diferentes espaços e elementos numéricos, através de jogos e brincadeiras;
·         Refletir e identificar sobre as possibilidades de estabelecer variadas relações de comparação, quantidades, representações mentais, etc;
·         Construção de torres e pistas para representar espaços e dimensões
·         Usar as estruturas lógicas matemáticas em situações da vida cotidiana; 
·         Organizar espaços com brinquedos e objetos que contenham números como telefone, relógios, máquina de calcular;

















LINGUAGEM ORAL E ESCRITA


OBJETIVO GERAL:
·         Participar de variadas situações de comunicação oral para interagir, expressar desejos, necessidades e sentimentos por meio da linguagem oral cantando suas vivências, interessar-se pela leitura de histórias, familiarizarem-se aos poucos com a escrita por meio da participação em situações nos quais ela se faz necessária do contato com livros, revistas, histórias em quadrinhos, etc.

CONTEÚDO: 
·         Oralidade
·         Leitura
·         Utilização do recurso do tempo com calendários, números de alunos presentes e ausentes na chamadinha, contagem de quantos dias faltam para o aniversário ou qualquer outro evento, etc; 
·         Comunicação, manipulação e exploração de quantidades numéricas utilizando a linguagem oral; 
·         Construir noção de quantidade: muito, pouco, cheio, vazio, mais, menos, o mesmo tanto; Utilização de jogos com números;
·         Contagem oral e visual de sequencia numérica;

NOÇÕES E CONCEITOS
·         Apreciação do universo; 
·         Interlocução e comunicação efetiva entre os participantes da conversa; 
·         Ampliação da capacidade de utilizar a fala de forma cada vez mais competente em diferentes contextos; 
·         Construir relação prazerosa com a leitura; 
·         Situações comunicativas e expressivas para o desenvolvimento das capacidades linguísticas; 
·         Criar situações de fala escuta e compreensão da linguagem; 
·         Manusear gibis, revistas e livros de história; 
·         Leitura feita pelo professor de textos escritos;
·         Situações comunicativas e expressivas para o desenvolvimento das capacidades linguísticas;













LINGUAGEM PLÁSTICA


OBJETIVO GERAL:
·         Ampliar o desenvolvimento da coordenação motora fina e motora grossa através da manipulação de diferentes objetos; fortalecer membros superiores.

CONTEÚDO: 
·         Através de estímulos com auxílio de saquinhos coloridos com diferentes materiais dentro, tapete das sensações, objetos de encaixe, brinquedos de montar e desmontar, etc.
·         Reconhecer diferentes sons; explorar diferentes sons produzidos por instrumentos feitos de sucata e pela manipulação de objetos de convívio diário; imitar sons de animais, avião, chuva;
·         Através de estímulos sonoros com auxílio de músicas, brinquedos que produzam sons como (latinhas, guizos, toquinhos de madeira, chocalho de garrafa plástica, folhas;


NOÇÕES E CONCEITOS
·         Interagir com o espaço: rolar / Rastejar / Engatinhar / Andar / Correr / Saltar
·         Brincadeiras com brinquedos do tipo encaixe e monta-monta;
·         Estimulação do próprio corpo;
·         Trabalhos manuais com massinha caseira;
·         Garatujas: pintura com gelatina e guache;
·         Integração social, por brincadeiras e jogos que estimulam a criança trocar objetos;
·         Incentivo e desenvolvimento da fala, procurando ampliar o vocabulário;
·         Apresentação das cores;
·         Contos de histórias curtas;
·         Atividades de músicas e cantigas de rodas;
·         Brincadeiras de imitação;
·         Brincadeiras livres no parque;










LINGUAGEM CORPORAL


OBJETIVO GERAL:
·         Transmitir um ambiente acolhedor e seguro, possibilitando ao bebê um pleno desenvolvimento físico, emocional e social.
·         Fortalecer os músculos do corpo para desenvolver capacidades posturais

CONTEÚDO: 
·         Cuidados básicos de higiene e saúde;
·         Estimulação tátil, através de carícias e afago ao bebê;
·         Estimulação visual, por meio de objetos coloridos, vídeos e livros de bebê;
·         Estimulação verbal, por meio de conversas,sons de brinquedos e músicas;
·         Estimulação motora básica do bebê, incentivando a criança a buscar um objeto primeiro com as mãos, depois arrastando-se ou engatinhando até que ele consiga andar;
·         Estimulação do próprio corpo, mostrando e nomeando partes do corpo;
·         Banhos agradáveis, acompanhados de conversas, livros e músicas;
·         Músicas gestuais e cantigas de roda;


NOÇÕES E CONCEITOS

·         Deite o bebe de barriga para cima. Pegue-o suavemente pelos pés e mãos e faça flexões e movimentos circulares com as pernas e braços.
·         Coloque o bebe deitado de barriga para cima, motive-o a agarrar seus polegares. Levante-o suavemente e volte a deitá-lo.
·         Deite o bebe de barriga para cima.
·         Fortalecer os músculos do corpo.
·         Braços e Pernas: Amarre guizos nos pulsos e tornozelos do bebe,assim fará com que acriança agite seus membros, fortalecendo assim suas pernas e braços.
·         Puxe o bebe suavemente pelas mãos, erguendo-o alguns poucos centímetros
·         .Desenvolver diferentes capacidades posturais.Balanço o corpo.
·         Desenvolver o equilíbrio e a confiança.
·         Segure-o com muito cuidado  pelas costas e cabeça e balance-o de maneira suave para os lados, para trás e para frente.
·         Músculos em geral: Coloque o bebe de barriga para baixo e deite-se o manusear um objeto.Tire o objeto dele e movimente-o de um lado para o outro, para que ele o siga com o olhar.
·         Coloque o objeto alguns centímetros a sua frente para que ele faça o esforço de se arrastar e tentar alcançá-lo.
·         Desenvolver diferentes capacidades posturais.Sentar-se
·         Desenvolver o equilíbrio e a capacidade de sentar.
·         Deite o bebe de barriga para cima, e nessa posição recline-o e sente-o, puxando-o delicadamente pelas mãos.






Projeto Desfralde para Maternal 1


PROJETO DESFRALDE MATERNAL I 

O mais importante é perceber o tempo certo da criança, estimular, ter paciência e respeitar o ritmo de cada uma, compreendendo as diferenças.

Tempo estimado

O tempo que for necessário para que todas as crianças consigam dar adeus às fraldas.

Objetivos

Estimular a retirada da fralda; Ensinar os cuidados que se deve ter nesse momento; Trabalhar em parceria: escola e família; tornar o desfralde um momento mais lúdico e prazeroso para a criança.

Desenvolvimento

Leitura de livros sobre o assunto, contação e recontação da história e uso de fantoches para falar sobre o tema. Muita conversa em rodinha sobre o assunto. 
  1. Dica para os pais: Em casa colocar a criança no peniquinho e contar suas histórias preferidas. Ela relaxa, ri e faz xixi. Depois que ela conseguir, comemore. Se não conseguir incentive-o a continuar tentando!
  2. Manter uma rotina, ter horários específicos para o usar o banheiro (geralmente de 15 em 15 minutos, ir aumentando gradativamente). Se preciso, levar um despertador para a sala para não esquecer.
  3. Conversar com os pais e com as crianças sobre a necessidade de tirar a fralda. A família tem que ajudar no processo e fazer o mesmo em casa. Levar as crianças ao banheiro, aos poucos elas começam a ter curiosidade em usar o vaso.
  4. Dica super criativa: trabalhar com bonecas que "fazem xixi" e demonstrar em um peniquinho para toda turminha. Vale mostrar que ela tirou a fralda e usa calcinha!
  5. Informar os pais sobre o projeto e etapas desse processo, deixando bem claro que tanto na escola como em casa, o processo tem que ser seguido do mesmo modo. Os pais também podem enviar calcinhas e cuecas com estampas de desenhos, que eles adoram.
  6. Usar o espelho para mostrar à criança que ela está sem fralda e por isso agora usa o vaso.
  7. Não reprimir os que não solicitarem e fizerem na roupa, tendo paciência com as 'escapadas' e passar tranquilidade para elas, mostrando que podem confiar nas professoras. Dar adeus para o xixi e cocô, quando feito corretamente.


  1. Sempre perguntar a criança se ela quer ir ao banheiro e incentivá-la a ir. Tornar isto uma rotina a ajudará no processo. Quando levar ao banheiro, ter paciência. Fazer barulhinho com a boca, imitando o xixi e falar: "Vamos ouvir o barulho do xixi?", o barulhinho da torneira vazando água as vezes também ajuda... e barulho de descarga diverte e incentiva-os a voltar, deixe-os apertar a descarga.
  2. Importante: trocar a fralda suja de cocô ou xixi imediatamente. Se uma criança tem que esperar muito tempo entre fazer cocô e trocar a fralda, ela pouco se importará em fazer xixi ou cocô na roupa.
  3. Levar a criança no banheiro para ver o coleguinha maior fazer xixi ou cocô também é ótimo, crianças adoram imitar a outra. Que tal todos irem a banheiro ao mesmo tempo? Um estimula o outro. Geralmente quando o amiguinho termina a criança pede para fazer também. 
  4. Fazer cartaz utilizando carimbo das mãozinhas com os dizeres 'Adeus fraldinhas'.
Avaliação

Este processo é realizado em parceria com a família, isto é fundamental. Sempre incentivando os alunos que estão em andamento para que consigam alcançar o objetivo com muita paciência, amor e dedicação.





Videos mais exibidos no Youtube

Loading...

REGISTRE-SE NO BLOG !

INSCREVA-SE PARA RECEBER AS NOVIDADES DO BLOG